segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Toda história de amor tem seus momentos bons, seus momentos ruins e muitas vezes um final. Há quem diga que amor verdadeiro nunca tem um fim, o problema é que nem sempre esse amor é recíproco e aí quando vem o fim sempre um vai sofrer mais que outro.

Pode ser que enquanto eu chorava você estava feliz se divertindo com seus amigos, com outras pessoas. Pode ser que quando você ignorava minhas ligações você nem se importasse, pode ser que quando eu mais queria estar perto, você queria estar longe. O que não pode é essa sua mania de querer entrar e sair da minha vida o tempo todo, pode ser que hoje eu esteja bem, pode ser que hoje quem recuse as ligações quem está se divertindo seja eu, pode até ser que um dia você queira voltar e diga que está todo diferente, mas quando esse dia chegar só restará a dúvida, a dúvida se vale a realmente a pena enfrentar tudo e todos por uma pessoa que talvez nem mereça tanto assim, a dúvida de querer ou não um futuro ao seu lado.

E o amor, que nunca morre, que permanece vivo todo o tempo dentro de mim, renasce. Renasce no carinho, nas palavras de amor, na atenção, no cuidado que um outro amor me dá. O amor que você não quis, que você ao sair por aquela porta aberta me disse pra jogar fora, renasceu, por mim e por outras possibilidades.

Da minha vida e do meu amor sou eu quem sei, sou eu que sei que todas as lembranças de você não irão embora nunca. O que é fato, é que outro amor mexeu comigo e ah! como mexeu! E logo, não terá mais espaço para o seu amor na minha vida, o amor que me fez feliz como nunca antes e também me fez sofrer do mesmo jeito.


- Escrito por Laryssa Silva e Mikail Levinski.